Posts

Showing posts from November, 2015

Deixem minha etnia em paz!

Image
Quando personagens históricos ou fictícios são representados por etnias diferentes das reais ou daquelas idealizadas por seus criadores, não há problema, A MENOS QUE A NOVA ETNIA SEJA NEGRA. Aí, filho, senta que lá vem choro, esperneio, tiro-porrada-e-bomba, o ki-suco ferve e todos são convidados a se retirar, pelo bem da boa aparência. E com o mundo dos quadrinhos não é diferente... 

Quando a negra passa e a gente nem percebe

Image
Hoje pelo Facebook, pude ver um vídeo sobre os 100 anos de cortes de cabelo masculinos dos EUA, do canal WatchCut no Youtube.

Daí, fui dar uma olhada no canal, e vi que eles fazem retrospectiva de vários países e vários tipos de pessoas, seja fazendo penteados em modelos, seja através de pesquisa de imagens.

Encontrei um vídeo que compara os cortes de cabelos de brancas e negras. Achei bem legal, porém, fiquei meio puto ao perceber que muita coisa das negras eu perdi, eu não lembrava e sequer havia percebido. Quando chega aos anos 2000s, fiquei espantado, porque vi um penteado de tranças muito usado por protagonistas de sitcom, mas que eu nunca enxerguei como um estilo de cabelo negro. Simplesmente era um estilo de cabelo daqueles personagens.

Posso estar caçando pelo em ovo, como dizem, mas eu fiquei meio chateado em descobrir que eu conheço muitos cortes de cabelos de brancas, mas não conheço muito, ou nunca havia percebido, cortes de cabelo de negras. Eu acho que isso acontece porq…

A HIPOCRISIA DE QUEM NÃO SE ACHA HIPÓCRITA

Image
O texto a seguir seria uma resposta a uma discussão de Facebook.

As pessoas criticavam evangélicos que fizeram um abaixo-assinado pedindo que Cunha saísse da presidência da Câmara. O motivo da revolta dos seguidores da página no Facebook é que "os evangélicos são todos hipócritas, que mandaram seus fiéis votarem no Eduardo Cunha, e agora pediam sua saída".

E eu iria dizer que evangélicos não são todos iguais, de uma forma bem explicativa. Todavia percebi que estaria atirando pérolas aos porcos. Não porque eu sou melhor do que eles, ou porque ache que são "indignos" de ler o que escrevo. Simplesmente porque eles, ali, não estão interessados em ler o que eu tenho para falar. Leriam as três primeiras linhas, talvez menos, e simplesmente me chamariam de crente hipócrita, bitolado, etc.

Daí eu lembrei que eu tenho um blog e que eu poderia, em vez de gerar conteúdo para o condomínio fechado do Mark Zuckerberg (fica aqui meu pequeno protesto contra as redes sociais de fo…