Pastor diz que blogs são "contra Deus"


RedaçãoTecnologia Terra

O pastor Kevin D. Denee, de uma igreja evangélica americana, alertou para o problema dos blogs, diários virtuais que vêm se popularizando ano a ano desde sua criação, e que, segundo ele, “vão contra os ensinamentos cristãos e contra Deus”.”Blogar se tornou uma prática socialmente aceita – assim como namorar firme muito jovem, beber sendo menor de idade e outros males comportamentais”, escreveu em um artigo no Ambassador Youth, da Reformed Church of God (Igreja Reformada de Deus).

Para Denee, os blogs servem para fazer com que seus autores se sintam parte de um todo, como sua opinião fizesse diferença, mesmo quando são “tolices sem sentido”. “As pessoas agora fazem e dizem coisas que só deveriam ser feitas e ditas em particular, ou, francamente, não deveriam ser ditas ou feitas de jeito algum”, disparou.

Para o pastor, o problema é que “decência e decoro” não são elementos considerados em blogs, e os escritores simplesmente “desabafam sem considerar o conteúdo ou as conseqüências”.

Mesmo dizendo que nem todos os blogs estão errados, já que muitos são usados para veicular assuntos profissionais e palavras de especialistas, Kevin desconsidera a justificativa de que os blogs sejam utilizados para fins terapêuticos, foco que vem sendo discutido e levado em consideração atualmente por especialistas, conforme noticiou o The Register.

O artigo do pastor se baseia em passagens bíblicas, como é o caso de “Provérbios 17:27-28″, que diz Quem retém as palavras possui o conhecimento, e o sereno de espírito é homem de inteligência. Até o estulto, quando se cala, é tido por sábio, e o que cerra os lábios, por sábio.

O problema do vício em blogs foi atacado também, dizendo que alguns usuários ficam “literalmente viciados” ao ato de blogar, postar e enviar mensagens, a ponto de esquecer outras partes da vida. “Mesmo quando estas pessoas estão longe de seus computadores, elas enviam atualizações pelo celular”.

O extenso artigo pode ser lido, em inglês, através do atalho snurl.com/yq51. Nele é apresentada a definição de que muitos dos blogs são ofensas à privacidade, demonstrações de vaidade e propagadores de palavras vazias, explicando que para os blogs não existem regras, o que vai contra Deus, já que Este possui regras. “Nem tudo está escrito na Bíblia, nós devemos tomar princípios e aplicá-los ao cenário geral”, comentou

“Deveriam adolescentes e outros na Igreja se expressar através de blogs? Por causa do perigo óbvio; dos princípios bíblicos que claramente podem ser aplicados; do fato de que dá a voz a alguém; de que é quase sempre criado por palavras vazias; que jovens normalmente não pensam antes de fazer; que são atos vindos de aborrecimento; e estão repletos de aparições do mal – blogar simplesmente não é para ser feito pela Igreja. Deveria estar claro que é desnecessário e, de fato, perigoso em muitos aspectos”, termina o texto, que em suas últimas linhas diz que as pessoas podem, e devem, manter amigos da forma antiga, por contato pessoal e envio de cartas, emails e até mesmo mensagens instantâneas, com um link para outro texto a respeito de como utilizá-las corretamente.


Vi em Web Evangelista


Comentário do blog Genizah:
O pior é que tem muita gente que acha que a "letra mata", a opinião é maldição e o questionamento é o mal. Só não entendo como isto pode sair da boca de um protestante, cuja própria natureza bereiana exige compreensão, razão, conhecimento e questionamento... 
Post a Comment

Popular posts from this blog

SEXXX CHURCH: UMA CRÍTICA

A inércia dos bons e a perversidade dos maus