Nota Fiscal Paulista - O que fazer com a merreca que o Governo nos devolve?

Hoje, no caminho para o serviço (estou trabalhando "full-time" em uma agência no Centro de SP") vim pensando na tal da Nota Fiscal Paulista (NFP). Pra quem não é de São Paulo, ou é, mas não sabe do que se trata, A NFP é uma forma de o Governo de São Paulo incentivar os consumidores a exigirem Nota Fiscal, pois ao informar o seu CPF no ato da compra, o Governo devolve 30% do ICMS recolhido sobre aquela compra para você. Há quem diga também que essa é uma forma de o Governo saber quanta renda não-declarada rola entre a população. Porém, independentemente da ambição por trás da NFP, a verdade é que ela gera um dinheirinho com o qual você não estava contando. O que fazer, então, com o dinheiro devolvido? No site, há a possibilidade de você abater o valor do IPVA do seu veículo ou pedir para que o seu dinheiro seja creditado na sua conta corrente (somente acima de 25 reais). Mas se você, como eu, não tem carro e, acima de tudo, gostaria de aproveitar esse dinheiro de forma mais humana, pode, depois que ele for depositado em sua conta, doá-lo para instituições de caridade. Pense bem: esse é um dinheiro que não estava no seu orçamento. Logo, pode ser uma grana que não faria falta para você, mas que pode fazer muita falta no bolso de quem precisa. Por isso, a partir de hoje vou começar a pedir a NFP. Pode ser que o Governo passe a monitorar ainda mais a minha vida financeira, mas é um preço que vou gostar de pagar levando em conta que posso fazer alguém mais feliz. Pode parecer bobeira, mas pequenas ações têm um tremendo impacto no índice de pobreza de uma nação.
Post a Comment

Popular posts from this blog

Small Stuff, Big Problem