Eu mesmo "revisited"

Andei relendo alguns posts meus, antigos, lá de 2005. Relendo-os, percebi que algumas coisas que eu pensava, alguns conceitos, formas de ver e pensar, mudaram bastante em menos de 2 anos. PErcebi que amadureci bastante, que perdi um pouco da minha ingenuidade em relação a minhas crenças e em relaçãoao mundo ao meu redor. Então eu resolvi reesecrevê-los, sempre que der vontade. Um deles vai aqui. Após essa releitura de mim mesmo, segue o link para o texto original. Percebam as mudanças. Nuits in Noir Eu sei, eu sei: para cada noite em claro envelhecemos pelo menos uma semana além do que envelheceríamos se estivessemos dormindo, não reorganizamos nossos nerônio e por isso não conseguimos pensar muito bem, e mais uma série de outros problemas, eu sei, mas eu simplesmente não consigo dormir e deixar de fazer o que eu quero. E sabe por quê? Porque é a única hora que eu faço o que eu quero, sem que ninguém mande ou "peça educadamente". Desculpem-me aqueles que nunca esperariam ouvir isso de mim, mas atire a primeira pedra... Hoje em dia ninguém mais vive o que deseja, e sim o que a sociedade deseja pra ela. Eu não queria ter que trabalhar o dia inteiro. Por que os cariocas podem ter duas horas do almoço, e alguns ainda saem mais cedo do trabalho e vão até à praia, enquanto eu tenho que trabalhar que nem um condenado para comer o mesmo que eles, comprar o mesmo que eles? Algo está errado e eu sei o que é. O carioca NÃO É VAGABUNDO! Aqui em SP é que trabalhamos demais! Somos bitolados, doentes por trabalho, viciados em sermos chamados "a locomotiva do Brasil", "o Estado mais rico da união", e esses nomes que nos deixam com orgulho de sermos paulista. Orgulho de quê, peloamordedeus??? Orgulho de morrer de estresse mais rápido que os nossos irmãos mais espertos. Sim, mais espertos, porque só um bando de manés como nós pra ter não sei quantas vezes mais ataques do coração que o resto da galera e ter orgulho disso, tenha santa paciência.... Gosto muito de São Paulo, mas uma hora a gente explode — literalmente, CABUM!!! — e aí eu quero ver todo mundo se orgulhar... Orgulhar-se de trabalhar que nem maluco é a pior coisa que existe. Tudo isso sabe pra quê? Pra falar que estou cansado, cansado dessa correria, cansado de trabalhar que nem um burro de carga para pessoas que me enxergam como uma máquina tradutória. Pois é, um dia agente explode. Acho que hoje eu quase explodi, mas foi apenas uma descargazinha, um desabafo. Graças a Deus que acima de todo problema e de toda loucura, posso me refugiar na paz que excede todo entendimento, essa que vem de Deus Segue o link do texto original: http://godarchy.blogspot.com/2005/01/mais-uma-noite-em-branco.html
Post a Comment

Popular posts from this blog

Sobre moedas e a diversidade

SEXXX CHURCH: UMA CRÍTICA