14 abril 2016

Nada é tão novo, nada é tão velho...


Às vezes me pego pensando em meus parentes mais velhos, e percebo como que, para eles, é difícil admitir não saber algo, que o conhecimento deles, muitas vezes baseado no "boca-a-boca", não passa disso: informação passada de um para o outro, sem o menor valor prático ou o menor apoio na realidade. São remédios, medos, práticas e outros totalmente alheios aos fatos, mas que eles muitas vezes nos contam como se fosse a verdade.

07 abril 2016

Minha opinião sobre o vídeo "Delação" do canal Porta dos Fundos

Entre haters e lovers, tento dar minha opinião. Longe de ser imparcial, mas procurando uma moderação.
O maior golpe que o brasileiro pode sofrer é acreditar cegamente em seus líderes e ídolos, até o dia em que quebram a cara - e a gente SEMPRE quebra.





16 março 2016

Sementes, frutos e viagens pré-noturnas


Este é o Evangelho do Reino para os muito preguiçosos para serem ortodoxos e guardarem versículos na cabeça, mas que são honestos para com a fé.

Dizem que o religioso pós-moderno, entre outras "qualidades", é um crente que deixa de acreditar naquilo que os outros querem e passa a acreditar naquilo que ele quer.

Bem, se isso é positivo ou negativo, eu não sei, eu só sei que, de certa forma, escolhi este caminho e me sinto muito bem com ele. Se Deus perdoa os tempos da ignorância (está lá na Bíblia, dá uma googlada, pfvr), então eu, como ser humano pequeno e limitado diante da magnitude do Universo, reservo-me ao direito de não saber de nada (tal qual Sócrates e Lula), crendo na absolvição pura e simples (agora, somente tal qual Lula).