15 outubro 2010

Água, Meio Ambiente e Cultura Cristã


Faz muito tempo que não escrevo neste blog.

Tenho dado um tempo das questões espirituais. Tenho me dedicado mais a questões mais cotidianas, como filmes, informática e outros assuntos de mais fácil compreensão.

Mas hoje é Blog Action Day e pensei em escrever meia dúzia de palavras sobre água, que é o tema deste ano. Porém confesso que não é fácil escrever sobre um elemento tendo como ponto de partida o cristianismo. Na verdade, pode até ser fácil. Jesus transformou água em vinho. Cristãos são batizados em água. Jesus é considerado a Água da Vida.
A água tem um papel importante na cultura cristã. Não só na cultura cristã, mas também de outras religiões, de outras cultura e para outros povos. A água sempre esteve presente como um fator modificador de vidas, tempos e atitudes.

Noé fez uma arca para se salvar da destruição do dilúvio. Dilúvio relatado também por outras culturas, como na Epopéia de Gilgamesh (acredita-se até mesmo que esta deu origem à história bíblica). O homem foi criado do barro segundo o Gênesis, e um dos elementos essenciais do barro é a água. Aliás, antes de haver coisa alguma, o Espírito de Deus pairava sobre a face das águas.

Ou seja, água é importante. Hoje sabemos que quase tudo é feito em sua maioria por água, desde o nosso planeta até o nosso corpo, esse líquido que nas aulas de Ciências conhecemos como "o solvente universal" é parte muito importante de tudo aquilo que precisamos.

Contudo, infelizmente, cada dia mais estamos ferrando com nosso meio ambiente, e juntamente com ele, estamos acabando com a água. Um elemento tão importante em nossa cultura deveria ter um pouco mais de destaque, receber um pouco mais de cuidado da nossa parte, mas tratamos dele como se fosse algo sem valor, como se fosse um lenço descartável.

Todos nós temos o dever de cuidar do meio ambiente, mas você, que se diz cristão, deveria pensar muito na sua posição em relação à natureza. Segundo aquilo que você acredita e prega, o homem foi criado com o propósito de cuidar da Terra, afinal era isso que Adão fazia no Jardim do Éden. Hoje a Terra é nosso Éden. Pense duas vezes em desperdiçar qualquer recurso natural, na hora de maltratar um animal ou usar seu carro sem necessidade, poluindo o ar de maneira inconsequente.

Muito cristão ignorante acredita que não precisa cuidar bem deste mundo, porque ele é "passageiro", e que devemos pensar somente na vida futura, no paraíso, ou na Terra Prometida. Pense bem: você espera a volta de Cristo, mas a volta de Cristo já é esperada há mais de 2000 anos. Você por acaso saberia dizer se Ele volta hoje, amanhã ou daqui mais 10 mil anos?

Ele vem como um ladrão na noite.

Como na parábola, Deus colocou em nossas mãos um talento, uma quantia. Esta quantia não é apenas nossas vidas, restrita ao nosso corpo e aos irmãos da Igreja. Esse valor que Deus colocou em suas mãos é um pacote completo, que inclui você, seus familiares, as pessoas ao seu redor, os necessitados e o meio ambiente, com vegetação, animais e ÁGUA. Segundo ainda a parábola dos talentos, aqueles que fizeram o dinheiro do patrão prosperar ganharam muito mais do que tinham, mas aquele que foi imprudente, medroso e não cuidou daquilo que foi colocado em sua mão acabou ficando sem nada e ainda foi expulso da presença do seu patrão.

Não espere a vida ser tirada de você para chorar a perda. Não espere que não tenhamos meio ambiente para reclamar, saudosista, de "como era bom ter água para tomar" a um preço relativamente barato. A vida pode ser tirada de você em um piscar de olhos.

Cuide do meio ambiente, cuide da água, e deixe de ser um crente egoísta. Morar num paraíso deve ser muito bom, mas não façamos deste lugar um inferno, nem pra nós, e nem pras outras pessoas.
Postar um comentário