15 setembro 2006

P.O.D. e os planos para o futuro

Após sua surpreendente saída da Atlantic Records, a banda P.O.D. avisa que já tem um lançamento para fazer ainda este ano.
Está programado para para 21 de novembro o lançamento de uma coletânea intitulada "Greatest Hits - The Atlantic Years" (sem previsão de lançamento no Brasil). Essa coletânea está sendo feita em parceria com a Rhino Records, uma gravadora especializada em coletânea de hits, a qual já trabalhou com grandes músicos de renome, como Black Sabbath, The Cure, The Ramosne e até mesmo Frank Sinatra. O disco contará com 19 faixas, sendo duas inéditas: uma música das sessões do "Testify" que ainda não foi ouvida, com produção do mestre Glen Ballard, cinco vezes vencedor do prêmio Grammy, e outra música que está sendo gravada sob o comando do produtor Travis Wyrick.
Entretanto, a banda segue ainda sem uma gravadora. Conforme divulgado em mailing list, eles têm conversado com diversas gravadoras, as quais têm apresentado o seu modelo independente de trabalhar, e pretendem gravar e lançar algo no final do primeiro semstre de 2007.

09 setembro 2006

Death Metal Como Antigamente

Oi, pessoal. Estava vasculhando o You Tube e acabei achando algo no mínimo empolgante: um show da banda Obituary na Polônia em Agosto deste ano. Isso mesmo: há mais ou menos 1 mês! Depois de ver essa apresentação, procurei o site dos caras, e lá está dizendo que eles estão tentando marcar shows na América Latina. Vamos torcer para ver essa ótima banda de death metal em solo tupiniquim, e podermos nos deliciar com o show desse mártir do metal californiano, que mostra que ainda tem gente preocupado com qualidade na Terra da Música Enlatada. Segue o vídeo:

Até mais (=

05 setembro 2006

Chomsky, Loach e outros intelectuais apóiam Heloísa Helena

Matéria original em: http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u82547.shtml, acessado em 5 de setembro de 2006 - 17h40.

Mais de 250 intelectuais de todo o mundo, entre eles o lingüista e ativista americano Noam Chomsky, o sociólogo francês Michael Lowy, o cineasta britânico Ken Loach e o filósofo esloveno Slavoj Zizek, assinaram um manifesto criticando o governo Lula por ter traído o povo e decepcionado milhões de pessoas, por ter seguido um "um típico curso social-liberal".

No mesmo texto, esses mesmo intelectuais apóiam a candidatura de Maria Helena (PSOL) à presidência, alegando que ela é "a candidata que levanta as bandeiras históricas do movimento operário brasileiro, dos camponeses, dos pobres e dos oprimidos".

Adimiro muitos dos intelectuais citados, principalmente Noam Chomsky, mas será que eles estariam certos? Será mesmo Heloísa Helena uma "esperança", ou será que, como dizia meu professor de Cultura e Realidade Brasileira, não importa quem ocupe o assento do presidente, dentro da gaveta de sua mesa já há uma cartilha contendo as regras de como governar, ou seja, não importa quem for eleito, o sistema será o mesmo e tudo continuará a mesma coisa?

Deixem suas opiniões.