14 junho 2006

dia

dia, estranho dia. dia, que começa e termina. não sei o que faço, se levanto ou deito. dia, estranho dia.

se me dessem um milhão de reais, o que faria? comprava o dia e mandava mudar tudo. dia estranho dia, o que faço com este dia?

vou correr e gritar, voar bem alto, me afundar no mar. mostrar pra mim que o dia começou. mostrar que morreu antes mesmo de nascer.

o dia é bom se está ruim. se me canso é um descanso. e o sono é a morte do meu despertar. assim morro/vivo a cada segundo.

dia, estranho dia. dia, estranho dia. dia, dia, dia. que estranho dia; é noite.

Creative Commons License Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Postar um comentário