19 maio 2006

cláudio lembo: típico caso de quem "não nasceu pra coisa"

segundo o jornal folha de s. paulo de sexta, 19 de maio de 2006, caderno "cotidiano", "governador diz que é uma honra administrar são paulo, mas que ataques lhe trouxeram um custo emocional muito grande" conforme diz a matéria, o governador de são paulo cláudio lembo (pfl) disse desejar que seu governo acabe logo - ainda faltam 7 meses e meio. isso foi dito no final de um discurso sobre educação no palácio dos bandeirantes, onde estavam também cerca de cem professores, o inúltil do josé serra, gilberto kassab e acessores.

as palavras do governador: "vamos trabalhar muito juntos, estado e prefeitura, nesses oito meses que restam, graças a deus, para melhorar a situação."

os que estavam com ele acharam graça na declaração e, ao ser questionado por repórteres, explicou: "falei isso porque deus há de me ajudar para que o tempo passe depressa [até terminar o mandato]" agora, digam-me: será que um cidadão desses não pensou antes de assumir que as coisas não seriam assim "tão fáceis"? será que ele achou que governar são paulo mesmo que por alguns meses, seria o mesmo que tomar conta de um corral? é esse o exemplo dos políticos que temos que escolher nas eleições. pessoas que não estão preparadas, nem mesmo psicologicamente, para exercerem seus cargos. pessoas que sequer sabem o que estão fazendo, marionetes.

Postar um comentário